Meu Metro Quadrado

3 dicas para se atualizar sobre o Botafogo

18 de outubro de 2017


Botafogo foi um dos primeiros bairros que conheci no Rio. Fato é que apesar dos ossos do ofício, meu senso de localização não é dos melhores. Nos primeiros meses na cidade, semanalmente me perdia de propósito em algumas ruas a fim de ver como era o viver ali. People watching.

Pela proximidade de minha casa e as milhões de ofertas de serviço passei a caminhar pelo Botafogo e, de feira, a coworking e cinema, tudo acontece a pouco mais de 20 minutos de caminha. O bairro surgiu no século XIX e foi o caminho natural da urbanização do Centro em sentido Zona Sul, teve alguns expoentes famosos, como a Rainha Carlota Joaquina – que morou na esquina da minha casa! – e foi também bairro do primeiro shopping do Rio (1975) o Rio Sul. Além da vista que é um dos principais cartões postais do Rio.

Hoje, o bairro vive uma nova onda de hipe. Uma série de restaurantes, pubs, e bares pipocou pelo Bairro dando a ele um clima de vanguarda – nosso Botasoho. Em um artigo super completo, com o mapa do tesouro no bairro, a Sarah Brow, do Culture Trip, conta AQUI as novidades que merecem ser visitadas e atribui essa nova onda do bairro a dois fatores (a) escolha viável ($$) de muita gente jovem com imóveis com preços mais atrativos e (b) inúmeras opções de transporte. Concordo.

Nossos preferidos, Southferro, Le Depaneur, Winehouse. Ainda não fui, mas o rooftop do YOO2 é do Philippe Starck – acho que merece um brinde.

Se você está na onda empreendedora e procura uma casa comercial no Botafogo – dá uma olhada nessa nossa opção. Se a vontade é morar, tem bastante coisa nova também – visita AQUI.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

@meumetroquadrado