Meu Metro Quadrado

Dicas para quem procura seu novo imóvel

9 de maio de 2016


Antes de escrever este post fiquei pensando como tinha sido minha experiência pessoal na compra do meu apê. Não era corretora na época e na verdade comecei  a procurar meio que de uma forma empírica. Se alguém tivesse me aconselhado na época, provavelmente teria sido útil e mais rápido eu encontraria meu apê.
Comecei olhando o bairro onde já morava, mas dei sorte duas vezes: primeiro, de estar em um bairro que no momento estava expandindo; e segundo, tive um excelente corretor, que provavelmente nem lembra de mim, mas a ele devo meu apê iluminado.

Agora, se você quer começar sua busca, vou te ajudar com algumas perguntas.

1) É seu primeiro apartamento?

2) Quanto tempo você vai morar por aí?

3) O que mais pesa na sua busca: orçamento ou localização?

4) O lar terá uma família em breve?

5) Como você é com o carro?

Faço essas perguntas porque normalmente começamos a procurar pelo bairro onde já moramos, e depois onde queremos morar. Por muitas vezes descobrirmos que, pelo menos por hora, aquele local não cabe no nosso orçamento. Então acredito que o mais importante é sonharmos dentro das possibilidades atuais para não gerarmos expectativas frustadas.

Meu conselho para você é descobrir o qual valor cabe no nosso orçamento. Para isso existe a figura dos correspondentes bancários. Eles são os profissionais que nos ajudam com toda a papelada do financiamento imobiliário e nos ajudam a descobrir o quanto conseguimos levantar com nossa renda atual.

Quem quiser ter uma noção de quanto seria este financiamento, pode visitar o site da Caixa e fazer uma simulação. Por via de regra, quase todos os bancos são iguais na comparação entre nossa renda e o quanto conseguimos financiar. O que varia muito de banco para banco são os juros desse financiamento.

Outro ponto importante que deve ser levado em conta: você está em busca do primeiro apartamento? Então vem comigo.

Faz sentido você morar onde seus pais levaram 20 ou 30 anos para morar? Todos nós queremos vista, conforto, acessibilidade e tudo aquilo que fomos ou somos acostumados morando na casa dos pais. Mas ao longo dos primeiros meses morando sozinho, ou a dois, nos damos conta que uma casa pode esgotar nossa capacidade de poupança, acabar com o romance e destruir a leveza da casa nova. Vale a reflexão: não é mais prudente melhorar aos poucos? Construir as coisas é o mais legal do processo e não chegar nele pronto – pode confiar.

Quer um exemplo? Veja esta oferta que temos no Meu M².

O apartamento localizado no Centro de Florianópolis foi o primeiro imóvel do casal que é o proprietário. Comprado de forma inteligente, o apê foi sendo melhorado com o tempo e hoje à venda para dar espaço a alguém que procura seu primeiro ou novo lar. Você pode ser esse alguém. Que tal?

Veja a oferta no site da Meu M².

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

@meumetroquadrado